Sigilos com QR Code

Faça uma sentença ou intento, retire as letras repetidas, forme um desenho com as letras, etc… Todo mundo sabe como se faz um sigilo. E quanto mais bonito melhor. Mas quem não tem criatividade?

Embora a criatividade é parte essencial no processo mágicko, nem sempre fazemos um sigilo que nos agrade. E tem aqueles momentos que não temos tempo ou paciência pra fazer coisas tradicionais. Que tal essa dica de usar códigos QR?

QR Code é um código de barra bidimensional, ou seja, 2D. Com ele você lê textos ou links escondidos por trás desse códigos de barra. Você necessitará de um aplicativo lleitor de QR Code no seu celular.

Como usar QR COde na magia?

Existem diversos usos. O mais clichê é na formação de sigilos.

Você entra nesse site  https://www.the-qrcode-generator.com/, que é um gerador de QR Code, escreve a sua intenção ou desejo em uma frase simples, ou não. Faça como faria

exemplo

QR Code

normalmente. Do lado o gerador já vai formando o seu QR Code. Vai formar uma imagem parecido com essa do lado.

Isso será o seu sigilo. Não precisa retirar as letras repetidas e nem nada, pois o padrão (irreconhecível) é feito pelo software. Agora você coloca a sua essência. Podes editar e colocar filtros, efeitos e whatever no seu sigilo digital.

Segue dois exemplo abaixo:

apagar-5555

Editei no power point.

Agora basta energizar.

Tome cuidado que outras pessoas que usam leitor de QR Code pode ler o que está ali. Mas um pequeno efeito na imagem, já descaracteriza e faz com que fique ILEGÌVEL ao aplicativo. Ou seja, fica secreto.

Acredito que assim seja mais fácil de você esquecer o intento também.

QR Code no seu Diário Mágicko

Outra finalidade interessante é fazer anotações mágickas ou lembretes de algum ritual, etc.. E codificar com QR Code e então colar no diário mágick. Existem ourtros tipos de códigos de barra bidimensionais que possa ser usada. A criatividade é o limite.

Você pode espalhar e ensinar magia pela cidade com essa criptografia que poucos conhece.

 

Um Diário Mágicko moderno

Sem dúvida alguma um diário mágicko é importante durante o desenvolvimento do adepto. Inúmeros livros de muitos autores sempre aconselham o jovem gafanhoto aprendiz de feitiçaria manter um diário com suas anotações sobre seus intentos.

Sabemos que o mago de hoje não é mais o mesmo do mago de 2 séculos atrás. Tudo se modernizou, inclusive o seu “Livro das Sombras”…

Aqui vou dar uma sugestão. Irei falar do Evernote, que pode ser usado como um organizador para um mago do século XXI que gosta de tecnologia.

evernote-intro

O evernote é um gerenciador de notas que permite criar cadernos de acordo com o assunto desejado. Dentro do caderno o usuário cria notas que podem ser ideias, pensamentos, documentos, registros, captura de tela, artigos, pdf, etc… Dá de fazer um monte de coisa. Aqui focarei mais ao uso prático do mago.

Você cria um caderno e dentro dele você cria as notas que você quiser. Darei alguns exemplos.

Você pode registrar seus sonhos, por exemplo. Crie uma nota com o título Sonho e então escreva dentro na nota o que aconteceu. Salve clicando em “concluído” e pronto.

nota-sonho

Fez um exercício de meditação? Anote em uma nota nova e escreva dentro dela e salve.

É possível criar notas para cada coisa que você quiser: tabelas de correspondências, sigilos, etc. A nota contém automaticamente data e é possível adicionar um lembrete nele também (para caso queira usar a Lua Cheia do dia X para energizar um sigilo, por exemplo. O lembrete pode já conter todo o procedimento escrito previamente por você, claro).

meditacao-exemplo

 

A visão do caderno pode ser visualizado abaixo:

geral

 

É possível adicionar imagens também às notas. Você pode capturar pelo celular ou tablet  com a câmera. Pelo computador é necessário ter a imagem em forma de arquivo e anexar.

anexar-arquivoanotacao-com-imagem

 

energizacao-de-sigilos-exemplonotas

 

Isso foi mais uma sugestão mesmo. Embora seja mais pratico, eu particularmente prefiro o caderno normal. Porem o Evernote ajuda numa pesquisa na web, podendo anexar alguma informação diretamente da página.

A vantagem de usar um caderno online  é poder acessar em vários aparelhos pelo app. Você pode fazer o download para usar no computador e também no smartphone e tablet.

 

Scientology e Chaos Magick

Lembro de quando eu peguei na biblioteca um livro da série scientology. Não conhecia e só havia ouvido falar dela. Peguei um daqueles livros, “Fundamentos do Pensamentos” e me dispus a lê-lo. O que me surpreendeu foi que o livro vai na raiz do conceito e isso me fez reprogramar alguns dos meus  pensamentos. Logo percebi que aquilo tinha utilidade nas praticas de magick. Alguns dos conceitos eu já coloquei no blog e podem encontrar aqui.

Recentemente retornei aos estudos de magia do caos (depois de um período de hiato) e me deparei com a scientology em um dos livros bem conhecidos pela comunidade caótica. Esse livro é O Livro dos Resultados do Ray Sherwin.

Uma das poucas disciplinas não-mágickas que especula
sobre os poderes inatos da mente é a Dianética

Livro dos Resultados, pag 21

Ele cita e aborda rapidamente um  conceito que diz respeito sobre as camadas da mente. Ou melhor dizendo.. Os tipos. Scientology separa a mente em duas partes:

1-Mente Analítica

2- Mente Reativa

A mente analítica é quando estamos lendo, vendo TV, falando, ou seja, quando estamos conscientes e despertos.

Já a mente reativa assume quando a mente analítica sai de cena. E essas circunstâncias ocorrem no geral  em momentos críticos, quando estamos no limiar da sobrevivência. Seria ela a responsável por atitudes como rastejar para longe do perigo quando levamos uma pancada, fechar os olhos quando alguma coisa explode perto, etc.

A mente reativa é a mente inconsciente e no processo de chaos magick tenta-se chegar a essa mente. Uma sigilização ocorre quando inibimos a mente analítica e damos luz à mente reativa.

Scientology atribui à mente reativa algumas doenças que respondem em forma de doença psicossomática. Em um acidente de carro, por exemplo, no ato do acidente sua mente analítica sai de cena e a mente reativa absorve todo o cenário. A cor do carro, o cheiro de pastel frito e a dor de cabeça causada pelo impacto.

Após o acidente a pessoa sofre de enxaqueca por causa do cheiro de pastel que faz o corpo reviver toda a cena e ela e não sabe por que. Isso é chamado de aberrações.

A sigilização ocorre da mesma forma. Todo o ambiente entrará junto com o sigilo. Por isso impressões como aroma, mantra etc é importante. Pois isso gera um  código que aciona o intento.

Por isso algumas técnicas de gnose em situações traumáticas funcionam muito bem. Levi falava sobre impressões na imaginação. Quanto mais fora dos seus dogmas ou algo que lhe impressionava medo e horror, mas forte era. Isso explica os rituais de “magia negra” com sacrifícios e outras parafernálias bizarras e medonhas.

Se busca o vácuo mental. Algumas maneiras simples de energizar um sigilo no cotidiano usando esse conhecimento é:

Se você tem pavor de dentista, aproveite para energizar alguns sigilos. É certo que a vacuidade se instaurará em sua mente no momento da anestesia.

Se você tem medo de dirigir, desenhe o sigilo no para-brisa é vá!

Pular de bungee Jump funciona por  que a mente reativa entra em cena por que o corpo pensa que vai morrer colidindo no chão.

São só alguns exemplos para inspirar e mostrar como a mente trabalha.

********************

*******

*

<0>EXANOS<0>

Quando o Mago confronta com Testemunhas de Jeová

 

Hoje eu estava saindo do terminal e recebi um daqueles folhetinhos (chato pra k7) dos testemunhas de Jeová….

Eu quase iria jogar fora, mas em um ápice de consciência, algo me fez lê-lo. Então foi que 1comecei a ler. A mensagem dizia sobre vícios.

Percebi que o que ali dizia não era mentira. Claro.. eu absorvi até a parte em que ele insistem em chamar pra igreja deles. Isso sim é o chato. Querem impor uma vontade sobre uma personalidade. Mas voltemos a análise da mensagem.

Um dos primeiros quesitos ao ser mago é dominar os impulsos. Poder controlar as forças mais baixas para que Ele próprio esteja no comando. Como querer manipular o Universo se o “Mago” estiver atado aos seus impulsos?

O Vício é um dos perigos também. Arma contra si mesmo. Os vícios seriam como os “pecados”. Sempre vi a importância dessa mensagem cristã, embora eles distorçam para ensejar um controle forçado sobre as pessoas. O que se deve fazer é tomar o conhecimento do por quê disso.

2

Vários ocultistas famosos já alertaram sobre o perigo dos vícios. Lembrem-se da estrela flamejante. Lá contém as virtudes para dominar os vícios que podem domar o Mago.

Nessa linha de raciocínio quero levá-lo até o Caos.

Muitos caoistas, na maioria discordianos, já se queixaram ou se queixam da total falta de controle no mundo caótico.

O problema é que se deve controlar o caos e não o caos controlar você.

Para buscar viver o caos se deve mergulhar nele, mas quando se está no controle a criatura tem o poder de começar e parar conforme sua vontade. Controle é poder INICIAR e

Por isso eu alerto você, que acha que o caos é de todo bom, lembre-se de não se tornar escravo dele. Isso discerne bem do que é caos positivo do caos negativo.

Usar o caos e descartar o caos quando quiser.

Se olha para a “ordem” (ilusão Anerística) como caracinzismo. Mas não é bem por ai. É necessário existir o Anerismo para que o Erismo se faça reconhecível. E domai ambos lados.

Tive que refletir um bocado para saber se eu era realmente Discordiano nesse sentido, pelo fato de gostar de ordem na vida.

Por isso já disse: “Caos não é bagunça”.

Separai o Caos Negativo do Positivo e domine-o.

Chega de fundamentalismo!

.:23:.

Num próximo momento escreverei sobre como Se libertar do Vício sem Jesus 😀

Uso prático de Scientology na Magia

O que você entende por realidade?

A scientology traz uma perspectiva interessante do que é realidade. Entender isso pode ser fundamental e muito útil ter no inventário de ferramentas mágicas.

O TRIÂNGULO ARC

O triângulo ARC é constituido por:

Afinidade .:. Realidade .:. Comunicação

Resultado de imagem para triângulo ARC

A comunicação é aglutinadora, servindo de ponte inicial para a formação dos demais. Em uma interação Comunicação-Afinidade temos como resultado a Realidade. Mas o que isso significa?

Realidade segundo scientoly é “aquilo que parece ser”.  Portanto se você pensa que a vida é uma bosta para você e que as pessoas lhe odeiam ou que a sua mãe é uma vampira, isso tudo é verdade. Pois parece ser. Mas em um momento posterior você pode desacreditar nisso tudo e mudar sua concepção.

É normal pensarmos que um sonho  é real quando dormimos. Até acordarmos.

A realidade não  é absoluta por que vemos de acordo como  ela parece ser para nós. Por isso que entender esse triângulo pode ser útil para práticas de magia (principalmente magia do caos) em que pode-se moldar a realidade para parecer ser algo que ela não é. E isso não importa se é verdadeiro ou não. Nada é verdadeiro. O que importa é que a mentira seja boa.

A comunicação permite aglomerar. A comunicação é importante em qualquer meio. É  através dela que agimos. Usamos comunicação em magia usando símbolos e expressões corporais. Comunicar é aproximar. Anote isso. A-PRO-XI-MAR…

Afinidade é o contato. é a aproximação em si iniciado pela comunicação.

Portanto aproximar de uma ideia faz dela real.

Por isso que é importante ter afinidade com um sigilo para ele ter efeito. Existe uma aproximação, uma união.

Se você conversa com uma pessoa ela está de acordo com você, a afinidade aumenta e consequentemente a comunicação melhora. A cena (realidade) se faz marcante.

Para obter um objetivo você precisa se aproximar e ter afinidade com a ideia. Se o teu objetivo lhe assusta, isso dificulta a realidade de ela se fazer presente em sua vida.

Melhore a afinidade comunicando com a ideia. Implante, visualize, imagine-o, use sigilos, orações, etc… Até que a ideia lhe pareça normal e comum. A afinidade melhora e a realidade do triangulo se faz mais perto.

O triângulo se aplica para qualquer situação.

Quando há as três em consonância temos a compreensão.

O triângulo se complementa com a regra Ser-Fazer-Ter

SER-FAZER-TER

Essa regra se trata de comportamento.

Para ter algo você precisa fazer e para poder fazer é preciso ser.

Como assim?

Exemplo.

Quer ser rico?

O que quer ter? Riqueza

O que fazer? Riqueza

O que ser? Rico

Parece Nonsense, não é?

Ser  é agir como se fosse. Mas “ser” rico não é gastar. Ser rico é ganhar! A ação de gastar lhe torna mais pobre.

Sendo (ou se fazendo de rico) você faz coisas que ele faria para ter riqueza. Fazendo o que ele faria você como resultado terá riqueza.

Parece bobo e trivial agora, não é?

Isso é por que é exatamente isso! Nós não vemos o trivial.

Seja antes de fazer para poder ter.

Em magia poderia ser aplicado da seguinte forma:

O que ter? – Qual o objetivo?

O que fazer? – Como conseguir?

O que ser? – Como entrar na condição?

Poderia usar método de magick para condicionar sua mente a perceber uma realidade X para poder Ser. Então fingindo fazer  até obter o objetivo.

.:23:.

O TODO é mente

O primeiro principio do Hermetismo, segundo Hermes Trismegisto é uma das chaves para o portal da magia.

A ferramenta mais poderosa é a mente. Ela imagina, cria, muda, flui, finge, ilude, engana, se engana, etc. Como um mago usa a mente?

A realidade é como um tecido flexível que pode mudar de forma conforme mudamos o modo de vê-la.

Seria isso realidades paralelas? Talvez sim, talvez não. Isso nem a física consegue Resultado de imagem para tarot o magodemonstrar. Mas para o praticante de magia isso não importa muito.

A realidade é moldada pelo arcano 1: “O Mago”.

O universo existe? Você pode supor que sim, pois você está “dentro” dele. Mas o universo em que você está dentro é o mesmo universo do meu?

Todo processo de magick ocorre em uma drama trágica mental. A intenção, o planejamento, a criação e a execução ocorre na mente.

“Nada é verdadeiro, tudo é permitido” se une com a máxima de Crowley Faze o que tu queres, há de ser o todo da lei” onde confirma que para executar a Vontade é preciso ser o soberano do próprio reino. Que reino é esse?

O reino é o próprio Universo da qual você é Soberano e Prisioneiro ao mesmo tempo.

A magia lhe permite entender isso e como hackear o cosmos para moldar a realidade conforme nossas Vontades.

Não é fácil.

Algumas vezes o Rei acerta, outras vezes ele acaba cometendo deslizes. Normal.

A concepção hermetista de que o TODO é mente é de que o criador supremo cria, age e executa de forma mental. Como estamos dentro dele, podemos usar suas habilidades para nos fazermos de Deuses e fazer o nosso próprio Universo.

Uma mente confusa possui um Universo confuso.

Seja o seu próprio Deus, o Rei do seu Universo. Mas lembre-se… Você também é o prisioneiro.

.:23:.

 

 

Origem na Magia

Resultado de imagem para caminhos

Ás vezes eu fico me lembrando como foi o meu trajeto na magia. De como obtive interesse e como entrei nela. Todo mundo possui um começo, uma história. Talvez a minha seja parecido com a sua. Ou talvez não.

Sempre tive um interesse estranho em ter poderes mentais. Acreditava intuitivamente que a mente tinha poderes. Lá pelos sete oito anos (eu acho) eu assistia Sitio do Pica Pau amarelo e me identificava com a jacaré Cuca (a bruxa). Eu imitava ela. Era bizarro.

O meu primeiro feitiço foi quando tinha por essa idade. Eu não gostava da companhia de um vizinho (mais novo que eu), pois ele era chato e mentiroso pra caramba. Ele inventava que eu batia nele ou quando ele fazia alguma coisa errada colocava a culpa em mim.

Para afastar a criatura eu peguei um copo de vidro pirex cor âmbar e misturei perfume, vinagre e água, recitando palavras de poder com toda minha raiva meu poder.

Claro que foi intuitivo. Tem nada a ver esses ingredientes.

Mas incrivelmente funcionou!

Eu fiquei assustado e eufórico ao mesmo tempo.

Ele ficou dois meses sem aparecer lá. Foi fantástico.

O incrível é por que os pais dele trabalhavam com meus pais e ele ia sempre lá. Mas depois do feitiço ele não foi.

Minha mãe ficou furiosa por ter contaminado um copo dela com perfume ( hahaha ).

Eu costumava conversar com “espíritos” dos ventos. Tinha uma imaginação fértil. Tentava manipular o vento.

Mas o meu contato formal com a magia foi em meados de 2011 buscando sobre livros “satânicos”. Pois é… eu não tinha muita ideia do que era magia.

Encontrei um manual prático de magia. Esse livro é o livro SS de Krystos Meyer.

Resultado de imagem para krystos meyer

Com esse livro eu entendi o que era magia, noções básicas de como proceder e um caminho pra iniciar. Me foi (e por vezes ainda é). O mais curioso é que ninguém sabe quem é esse sujeito.

Depois segui mais a fundo na magia hermétic, magia tradicional, Wicca, etc. Mas o meu foco é magia do caos. Ou pelo menos é o que tenho mais experiência, pois me permite , misturar, criar  e experimentar os mais variados sistemas.

O meu primeiro tarot eu comprei em uma lojinha da cidade quando fazia curso de inglês. Eu sempre passava na frente. Comprei o único baralho de Marselha. Lembro do cheiro (ainda tem um pouco) de resina dos incensos que tinha na loja.

Claro que fiz todo esse estudo sozinho e escondido. Eu guardava e escondia em caixas. Meus cadernos (diários mágicos) também. Ainda os tenho.

Se você está começando, leia e estude bastante. As práticas são fundamentais. Elas te cansarão, mas não desista. Continue lendo, aprendendo, se identificando com os sistemas. Existe muita coisa para experimentar e ler. Seja o mago.

Vou disponibilizar aqui três fundamentais livros para iniciantes:

livro_ss-um_manual_pratico_de_magia

wicca-para-todos

introducao-ao-hermetismo

Como se proteger a noite?

Rapidamente aqui escreverei como se proteger a noite.

Se torna hábito depois de treinar a mente um determinado ritual ou atitude de magick. Um deles é ação contra ataques noturnos.

Você pode criar os seus ou encontrar algum método na internet.

Aqui disponibilizarei o método que eu utilizo.

  1. Vire-se  para o leste. Se concentre. Relaxe. Respire fundo três vezes e estabilize seus chakras (imagine uma luz subindo enquanto inspira e uma luz descendo enquanto expira. Eu uso movimento das mãos acompanhando a respiração imitando o movimento da luz).
  2. Crie e mentalize um pentagrama em sua frente ou colado na parede (ou superfície a frente). Imagine-o e chamas ardentes.
  3. Vire-se para o sul e faça o pentagrama flamejante na parede.
  4. Faça o mesmo para o oeste e para o norte.
  5. Virado de frente para o leste, imagine raios que saem dos pentagramas indo em direção oposta a eles. Formando um cruzamento de raios.
  6. Imagine um circulo poderoso de energia, chamas cintilantes com força como tempestade ao seu redor. Nada poderá passar esse circulo.
  7. Concentre-se nesse circulo protetor por alguns instantes. Respire absorvendo energia e exale liberando ao universo a energia absorvida. Faça isso umas 3 vezes.
  8. Pronto!

Observe se você dorme bem, se sonha ou se tem pesadelos.

Faça um registro.

Adapte, crie, invente…

Faça o que você quiser.

Seja o mago.

Lei da Inércia

esquema

Isaac Newton, o terror dos engenheiros, fiscos e matemáticos, postulou leis em diversas áreas do conhecimento. Desenvolveu o cálculo infinitesimal (as adoráveis derivadas e integrais :C), tem um dedo seu na óptica com a teoria corpuscular da luz (desenvolveu um telescópio melhor do que o do Galileu também) e na física nem se conta.

Uma das mais conhecidas leis de Newton na física é a lei da inércia. Que lei é essa? Por que estou dissertando isso aqui? Pois bem, as leis de Newton não se aplicam apenas na física. As leis se aplicam no universo como um todo.

O conceito de inércia é a resistência à mudança.Um corpo em repouso tende ficar em repouso, assim como um corpo em movimento tende permanecer em movimento até que uma força lhe é imposta. Para o mago isso pode ser útil quando souber que para provocar um ato de magick ele deve romper a inércia do propósito.

Na física a inércia está diretamente ligada à massa do corpo e quanto maior a velocidade que queiramos impor no corpo, maior será a inércia. Se o mago quiser mover forças para um propósito e ele quer o mais rápido possível, a inércia necessária para romper será maior.

A inércia de um propósito é rompida com estados alterados de consciência. Quanto mais alterado, mais eficaz será. A impressão na imaginação será maior então a inércia (em magia) está associada à imaginação. O que impõe inércia na mente é a consciência racional. Para romper essa barreira métodos e métodos estão disponíveis por ai. A vontade bem treinada pode quebrar a inércia facilmente, mas nem todo mundo tem essa habilidade.

Sabendo mais um princípio da magia, você pode atribuir ao seu desenvolvimento a questão da inércia. Tente mensurar (qualitativamente) a inércia de seu intento. Isso está ligado com sua maturidade, perspectiva de pensamento (do tipo, pensar que é MUITO difícil acontecer) e com sua credulidade em si mesmo. Pode haver outros fatores, mas de qualquer maneira a maior parte da inércia é posta por você mesmo.

A questão prática é que quanto mais complexo for um sistema ritualístico, maior será a possibilidade de quebrar a inércia. Isso eu classifiquei em um estudo prévio de espontaneidade mágica.

A espontaneidade mágica pode ser interpretada como a inércia que um efeito mágico enfrentará. A cinética de um ato de magick pode ser lenta dependendo da inércia e da força movida pelo praticante.

Parece que até na magia o espírito de Newton está presente.

Originalmente retirado de : http://dark-night7.webnode.com/news/lei-da-inercia/

Magia: qual a utilidade?

Se fala em magia e qualquer já imagina alguém de roupão preto evocando Satanás… Claro que a magia e a bruxaria foram demonizadas ao longo das eras e hoje as coisas estão mudando. Primeiro por que as pessoas três muito mais acesso do que no passado, não muito distante, é possível adentrar em conhecimento e realmente questionar os lados que surgem, quebrando mitos e lendas. Segundo, que por causa dessa grande imersão de conhecimento, facilidade de entrar em contato com culturas adjacentes, a mente das pessoas está cada vez mais aberta.

A magia séria (e as engraçadas também) possuem um objetivo. Ou a pessoa que faz seus objetivos com a magia. A grande questão é: Por que as pessoas se interessam pela magia? Não é uma questão muito simples de responder. Tampouco impossível.

O ser humano tem por natureza a curiosidade e por meio disso que ele busca suas verdades. Conhecer novas alternativas lhe permite uma liberdade, mesmo que ilusória. Sendo um prisioneiro, basta ter uma biblioteca para enganar o cérebro e tornar-se livre em um mundo fantasioso.

Mais do que conhecer outras culturas ou religiões. A magia não deveria ser encarada comocrowl “Religião”, mas sim como filosofia. As pessoas no geral deveriam ter filosofias ao invés de religião, assim seriam menos agressivas com pontos de vistas opostos. Não apenas na religião propriamente dita, mas o fanatismo e a cegueira em torcer por um time de futebol, um partido político, uma banda, etc.. As pessoas perdem a razão e o animal primitivo dentro de si já parte para a agressão.

A magia serve  para um propósito muito mais nobre do que simplesmente obter sexo, grana e poder. Não que isso não seja bom.

A magia tem a finalidade de melhorar a performance do ser humano. AS técnicas usadas em magia são todos para reprogramar o cérebro. O mago muda hábitos, melhora a atenção, se torna consciente, equilibrado e isso tudo espelha em um ser que está no seu máximo.

Encontrar o melhor de si é tão complicado quanto resolver uma integral de cos(x)…

Resultado de imagem para integral de cos (x)

Existem técnicas para encontrar isso, tal como existe para o cálculo! Basta ir no google e “caçar”. Hoje em dia consegue-se tudo em casa, apenas pesquisando. Livre é o Homem que pensa!

Não importa por que o resultado é sen(x)… apenas ´é… e você se quiser busque os por quê, mas não importa, pois assim é.

a

O que eu quero dizer aqui é: magia não é de todo u mal. Desenvolver a Vontade e usar a imaginação são os pilares! E isso é o que as pessoas deveriam fazer. Rituais, meditação, sigilos, talismãs… são apenas técnicas para usar as ferramentas (Vontade + Imaginação) para atingir algum propósito pessoal.