Magia, quando devo usá-la?

Talvez uma das perguntas mais óbvias, porém a resposta não tão simples. Alguns se enredam na magia buscando prosperidade e riqueza fácil, outros para conseguir amarrar o amor de forma forçada. Deveria ter uma ética na magia. Isso se dá pelo fato da magia ainda não ser institucionalizada. Esse é o seu lado bom e ruim. Por não ser institucional, ela é livre. Na Romênia o Governo está cobrando imposto dos praticantes de bruxaria considerando uma profissão legal. Algumas gostaram, outras nem tanto.

As pessoas gostam de obter as coisas de forma mais fácil possível. Eu diria que é uma condição do próprio Universo, tudo tende ao menor estado de energia, termodinamicamente falando, claro!

Ai que está o principal erro. Pois as mesmas pessoas esperam, criam expectativas em demasia e no fim acaba não conseguindo e afirmando que magia não funciona. Mas justamente por desconhecer os princípios acabam errando e  persistindo no erro.

A magia deveria ser usada para aumentar o potencial do seu próprio ser. Na verdade ela só funciona com a exaltação de estados mentais e de habilidades que estão acima do normal. Cabe aqui o questionamento:

1- Magia funciona pela exaltação, ou

2- as habilidades humanas é potencializadas por causa da prática de magia?

Isso é uma boa meditação a se fazer. Uma meditação para a semana inteira, e não para 1 ou 2 horas.

Cada um usa ela como bem entende. Alguns acabam se queimando, como eu mesmo já me queimei algumas vezes. A gente vai aprendendo com o tempo.

A questão da ética é bem enfatizada em algumas ordens e escolas iniciáticas. Alguns não gostam. Eu acho necessário. Necessário para não  formar uma egrégora egoísta e mesquinha levando a intolerância. Diria que as correntes ditas “negras” (mão esquerda) possuem esse carácter.

Quais habilidades posso potencializar com magia?

Um dos quesitos que é deixado de lado na magia é a sua objetividade. Tal como na ciência, ela precisa ter  objetivo. Nenhum iniciado sai por ai realizando feitiços só por fazer. Aliás… por vezes o objetivo é isso mesmo, apenas praticar. Mas entenda que há um objetivo.

Quando traçamos objetivos, sabemos onde chegar e quando chegar. Nos localizamos e sabemos se chegamos ou não. Magia antes de ser praticada deveria ter objetivos bem discernidos pelo adepto.

As habilidades que  podem ser potencializadas depende de você. Se você quer ler mais rápido, ser mais calmo, mais atencioso, ter mais foco, ter uma memória melhor, ter super inteligência, ter mais amigos, ser persuasivo, etc… As possibilidades são quase infinitas. O que te limita é a sua imaginação.

Magia é um catalisador. Ela te possibilita uma situação, as ações e escolhas devem ser feitas por você. Por vezes (se não todas) a magia atua no inconsciente te levando a escolher inconscientemente.

Saiba que quando você interfere na Vontade de outrem, você acaba assumindo uma responsabilidade. Essa responsabilidade será cobrada mais cedo ou mais tarde.

Existe uma troca de energia constante (emocional na maioria das vezes). Manipular Vontades alheias pode sobrecarregar o seu emocional fazendo você ter colapsos nervosos. É uma possibilidade.

Existe muitas formas de praticar magia. Existem “n” sistemas e você pode escolher a que melhor se enquadra com seu perfil.

Para essas potencialidades humanas, você pode usar a magia do caos ou simplesmente um feitiço wicca,  patuás, etc…

Agir com ética é muito difícil quando  confrontamos com desejos. Não confunda desejo com Vontade. Desejo é uma energia primitiva, impulsiva sem razão. Vontade é uma energia consciente, controlada e racional.

Outra aplicação interessante da magia é uso dela para se proteger. Proteger a si e/ou um ambiente. Parece abstrato e é… Agimos muitas vezes de forma inconsciente, como quando vamos à uma loja e a  porta está fechada com uma placa escrito “fechado”. Normalmente as pessoas vão embora. Isso por que tudo é símbolo, a porta fechada e a placa simboliza que ninguém ali está para atender o cliente. O medo é irracional. Há outras situações que se for observadas de perto, notamos um código simbólico na sociedade que interpretamos prontamente.

A magia atua de forma intuitiva. Por vezes você se sente bem perto de determinadas pessoas, e as vezes se sente mal perto de outras sem conhecê-las. A nossa comunicação se passa mais corporal do que verbalmente. Se você fizer uma ação de magick para proteger-se, talvez você assumirá uma cara mais fechada e as pessoas não te perturbará (haha). É um exemplo do mecanismo de funcionamento.

Poderia ficar aqui dando mais exemplos de uso, mas não quero deixar este artigo demasiado longo. Deixo então  para você meditar, refletir e pensar mais sobre seus objetivos com a magia.

***

Siga o autor no twitter:@Dark_on_Night
Ou apenas o ignore

-><-

Anúncios