Origem na Magia

Resultado de imagem para caminhos

Ás vezes eu fico me lembrando como foi o meu trajeto na magia. De como obtive interesse e como entrei nela. Todo mundo possui um começo, uma história. Talvez a minha seja parecido com a sua. Ou talvez não.

Sempre tive um interesse estranho em ter poderes mentais. Acreditava intuitivamente que a mente tinha poderes. Lá pelos sete oito anos (eu acho) eu assistia Sitio do Pica Pau amarelo e me identificava com a jacaré Cuca (a bruxa). Eu imitava ela. Era bizarro.

O meu primeiro feitiço foi quando tinha por essa idade. Eu não gostava da companhia de um vizinho (mais novo que eu), pois ele era chato e mentiroso pra caramba. Ele inventava que eu batia nele ou quando ele fazia alguma coisa errada colocava a culpa em mim.

Para afastar a criatura eu peguei um copo de vidro pirex cor âmbar e misturei perfume, vinagre e água, recitando palavras de poder com toda minha raiva meu poder.

Claro que foi intuitivo. Tem nada a ver esses ingredientes.

Mas incrivelmente funcionou!

Eu fiquei assustado e eufórico ao mesmo tempo.

Ele ficou dois meses sem aparecer lá. Foi fantástico.

O incrível é por que os pais dele trabalhavam com meus pais e ele ia sempre lá. Mas depois do feitiço ele não foi.

Minha mãe ficou furiosa por ter contaminado um copo dela com perfume ( hahaha ).

Eu costumava conversar com “espíritos” dos ventos. Tinha uma imaginação fértil. Tentava manipular o vento.

Mas o meu contato formal com a magia foi em meados de 2011 buscando sobre livros “satânicos”. Pois é… eu não tinha muita ideia do que era magia.

Encontrei um manual prático de magia. Esse livro é o livro SS de Krystos Meyer.

Resultado de imagem para krystos meyer

Com esse livro eu entendi o que era magia, noções básicas de como proceder e um caminho pra iniciar. Me foi (e por vezes ainda é). O mais curioso é que ninguém sabe quem é esse sujeito.

Depois segui mais a fundo na magia hermétic, magia tradicional, Wicca, etc. Mas o meu foco é magia do caos. Ou pelo menos é o que tenho mais experiência, pois me permite , misturar, criar  e experimentar os mais variados sistemas.

O meu primeiro tarot eu comprei em uma lojinha da cidade quando fazia curso de inglês. Eu sempre passava na frente. Comprei o único baralho de Marselha. Lembro do cheiro (ainda tem um pouco) de resina dos incensos que tinha na loja.

Claro que fiz todo esse estudo sozinho e escondido. Eu guardava e escondia em caixas. Meus cadernos (diários mágicos) também. Ainda os tenho.

Se você está começando, leia e estude bastante. As práticas são fundamentais. Elas te cansarão, mas não desista. Continue lendo, aprendendo, se identificando com os sistemas. Existe muita coisa para experimentar e ler. Seja o mago.

Vou disponibilizar aqui três fundamentais livros para iniciantes:

livro_ss-um_manual_pratico_de_magia

wicca-para-todos

introducao-ao-hermetismo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s